Você sabe a importância da leitura adequada dos rótulos de alimentos no mercado? É mediante essa avaliação que podemos selecionar, de forma eficiente, os itens mais saudáveis para incluir na rotina alimentar! Para entender a lista de ingredientes e os nomes menos conhecidos encontrados nos rótulos, a do bem™ selecionou alguns componentes presentes em suas bebidas para promover o conhecimento dos consumidores com relação a esses ingredientes:

Smoothies (todos os sabores)

Aroma natural

Definição: os aromatizantes ou aromas são classificados em naturais ou sintéticos. Os aromas naturais são obtidos exclusivamente por métodos físicos, microbiológicos ou enzimáticos, a partir de matérias-primas aromatizantes naturais. Compreende-se por matérias-primas aromatizantes naturais os produtos de origem animal ou vegetal utilizados na alimentação, que apresentam substâncias odoríferas e/ou sápidas, seja em seu estado natural ou após um tratamento adequado (torrefação, cocção, fermentação, enriquecimento enzimático). Os aromas naturais incluem óleos essenciais, extratos, bálsamos e outras substâncias aromatizantes naturais isoladas.

Utilizado para: a função dos aromas nos alimentos e nas bebidas é a de promover a caracterização do aroma/sabor, melhoramento, padronização, reconstituição e mascaramento de aromas/sabores indesejáveis.

Antioxidante ácido ascórbico
Definição:
o ácido ascórbico, conhecido como vitamina C e naturalmente presente em alimentos cítricos, é utilizado na formulação de produtos e bebidas com o objetivo de conservação.

Utilizado para: atua como antioxidante natural, impedindo a oxidação do produto por evitar a reação com o oxigênio. Desta forma, o uso de ácido ascórbico é indicado para conservar o alimento de forma mais natural.

Bebidas vegetais

Fosfato tricálcico

Definição: o fosfato tricálcico é a combinação de cálcio com compostos de fosfatos, ambas as substâncias são encontradas na natureza e apresentam diferentes funções no organismo. Conhecido como fosfato de cálcio, é uma substância encontrada no leite de vaca e utilizada como complemento mineral na fortificação de alimentos e bebidas.

Utilizado para: o principal objetivo de utilizar fosfato tricálcico em um produto é para fortificá-lo em relação à quantidade de cálcio a fim de atender às recomendações desse micronutriente. Contudo, por ser um aditivo alimentar, pode atuar como antioxidante, regulador de acidez, estabilizante, emulsionante, espessante e agente de volume, especialmente, em líquidos.

Aroma natural

Definição: os aromatizantes ou aromas são classificados em naturais ou sintéticos. Os aromas naturais são obtidos exclusivamente por métodos físicos, microbiológicos ou enzimáticos, a partir de matérias-primas aromatizantes naturais. Compreende-se por matérias-primas aromatizantes naturais os produtos de origem animal ou vegetal utilizados na alimentação, que apresentam substâncias odoríferas e/ou sápidas, seja em seu estado natural ou após um tratamento adequado (torrefação, cocção, fermentação, enriquecimento enzimático). Os aromas naturais incluem óleos essenciais, extratos, bálsamos e outras substâncias aromatizantes naturais isoladas.

Utilizado para: a função dos aromas nos alimentos e nas bebidas é a de promover a caracterização do aroma/sabor, melhoramento, padronização, reconstituição e mascaramento de aromas/sabores indesejáveis.

Espessante goma guar
Definição:
goma guar é um produto retirado da semente de uma planta de origem paquistanesa e indiana (Cyamopsis psoraloides), utilizada como espessante em produtos industrializados ou como fibra alimentar em dietas.

Utilizado para: espessante em alguns produtos industriais. Quando misturada em água ou óleos, a goma guar se transforma em gel denso e viscoso, dessa forma, atuando como emulsificante a fim de incorporar e manter a estrutura da mistura.

Espessante goma xantana

Definição: A goma xantana é um pó resultante da fermentação do amido de milho, pela bactéria chamada Xanthomonas campestres, também utilizada como goma emulsionante e estabilizante de misturas.

Utilizado para: promover estabilização de misturas e atuar como um tipo de fibra. Não tem capacidade de formar géis firmes quando adicionada isoladamente, mas pode conferir viscosidade, sendo estável no uso da maioria dos alimentos com uma faixa ampla de acidez.

Água de coco
Antioxidante ácido ascórbico

Definição: o ácido ascórbico, conhecido como vitamina C e naturalmente presente em alimentos cítricos, é utilizado na formulação de produtos e bebidas com o objetivo de conservação.

Utilizado para: atua como antioxidante natural, impedindo a oxidação do produto por evitar a reação com o oxigênio. Dessa forma, o uso de ácido ascórbico é indicado para conservar o alimento de forma mais natural.

Sucos – Linha Todo Dia
Aromas naturais

Definição: os aromatizantes ou aromas são classificados em naturais ou sintéticos. Os aromas naturais são obtidos exclusivamente por métodos físicos, microbiológicos ou enzimáticos, a partir de matérias-primas aromatizantes naturais. Compreende-se por matérias-primas aromatizantes naturais os produtos de origem animal ou vegetal utilizados na alimentação, que apresentam substâncias odoríferas e/ou sápidas, seja em seu estado natural ou após um tratamento adequado (torrefação, cocção, fermentação, enriquecimento enzimático). Os aromas naturais incluem óleos essenciais, extratos, bálsamos e outras substâncias aromatizantes naturais isoladas.

Utilizado para: a função dos aromas nos alimentos e nas bebidas é a de promover a caracterização do aroma/sabor, melhoramento, padronização, reconstituição e mascaramento de aromas/sabores indesejáveis.

Acidulante ácido cítrico

Definição: é uma substância que faz parte da composição de frutas cítricas. Esse composto é extraído dessas frutas e transformado em pó ou granulado que, quando entra em contato com água, resulta em uma solução de pH ácido.

Utilizado para: as características relevantes deste acidulante são: alta solubilidade em água, agente neutralizante do paladar doce, efeito acidificante sobre o sabor, amplamente utilizados na indústria de bebidas e alimentos em geral.

Chá-verde e chá-mate (sabores)
Edulcorante natural glicosídeos de esteviol

Definição: O glicosídeo de esteviol, obtido a partir das folhas de estévia, é frequentemente utilizado como adoçante para a substituição do açúcar em alimentos e bebidas. Suas folhas apresentam um sabor adocicado graças a esse componente utilizado como edulcorante.

Utilizado para: adoçar os alimentos e as bebidas de forma natural e sem processos industriais e químicos.

Aromas naturais

Definição: os aromatizantes ou aromas são classificados em naturais ou sintéticos. Os aromas naturais são obtidos exclusivamente por métodos físicos, microbiológicos ou enzimáticos, a partir de matérias-primas aromatizantes naturais. Compreende-se por matérias-primas aromatizantes naturais os produtos de origem animal ou vegetal utilizados na alimentação, que apresentam substâncias odoríferas e/ou sápidas, seja em seu estado natural ou após um tratamento adequado (torrefação, cocção, fermentação, enriquecimento enzimático). Os aromas naturais incluem óleos essenciais, extratos, bálsamos e outras substâncias aromatizantes naturais isoladas.

Utilizado para: a função dos aromas nos alimentos e nas bebidas é a de promover a caracterização do aroma/sabor, melhoramento, padronização, reconstituição e mascaramento de aromas/sabores indesejáveis.

Acidulante ácido cítrico

Definição: é uma substância que faz parte da composição de frutas cítricas. Esse composto é extraído dessas frutas e transformado em pó ou granulado que, quando entra em contato com água, resulta em uma solução de pH ácido.

Utilizado para: as características relevantes deste acidulante são: alta solubilidade em água, agente neutralizante do paladar doce, efeito acidificante sobre o sabor, amplamente utilizado na indústria de bebidas e alimentos em geral.

REFERÊNCIAS

ALMEIDA FILHO, E. et al. Obtenção de fosfatos de cálcio pelo método biomimético sobre a superfície da liga Ti-6Al-4V modificada pelo laser Nd:YAG. Matéria (Rio J.), Rio de Janeiro, v. 18, n. 2, p. 1306-1312, 2013

BAWANE, A. A.; et al. An Overview on Stevia: A Natural Calorie Free Sweetener. International journal of Advances in Pharmacy, Biology and Chemistry, v. 1, n. 3, p. 362-368, sep. 2012.

INSUMOS. Aromas naturais: importância, variações, estrutura e aceitação. Disponível em: <http://insumos.com.br/aditivos_e_ingredientes/materias/88.pdf>.

OLIVEIRA, P. B.; FRANCO, L. J. Consumo de adoçantes e produtos dietéticos por indivíduos com diabetes melito tipo 2, atendidos pelo Sistema Único de Saúde em Ribeirão. Arq Bras Endocrinol Metab, São Paulo, v. 54, n. 5, p. 455-462, 2010.