A inclusão de alimentos com alta densidade nutritiva é essencial para manter o equilíbrio do organismo e garantir mais saúde. É chamado de alimento funcional aquele que oferece benefícios ao corpo, além de suas funções nutricionais básicas, podendo contribuir com a redução do desenvolvimento de doenças crônicas e outras alterações no organismo. Essas propriedades se dão devido à carga de compostos bioativos que determinados alimentos apresentam, principalmente os de origem vegetal.

Açaí

O açaí é uma fruta de origem brasileira e considerada um alimento funcional por apresentar elevado valor energético e um alto teor de antioxidantes, como as antocianinas, proantocianidinas e outros flavonoides. Foi comprovado que o seu extrato apresenta ação anti-inflamatória, antioxidante, anti-hipertensiva, bem como auxilia na redução do colesterol e na resistência insulínica. Pode ser consumido de diversas formas, in natura e em forma de sucos. A do bem™ apresenta uma linha de bebidas com o sabor de açaí combinado com outros ingredientes nutritivos.

Guaraná

O Brasil é o único país a produzir guaraná em escala comercial. Sua semente contém aproximadamente 6% de cafeína, apresentando teores mais elevados do que o cacau e o café. Além disso, ela fornece um tipo de fibra vegetal, amido, pectinas e ácido tânico, responsável por conferir a adstringência característica do guaraná. Ainda fornece boa concentração de taninos condensados e proantocianidinas, fitoquímicos que atuam com potente ação antioxidante. A do bem™ apresenta uma linha de bebidas com o sabor de guaraná combinado com açaí e outros ingredientes nutritivos.

Chá-verde

O chá-verde é preparado a partir da planta Camellia Sinensis, que pertence à família Theaceae e com origem na região sul da China; ele é cultivado na Ásia e nos países da África Central.

O chá-verde contém polifenólicos, que incluem flavanóis, flavonoides e ácidos fenólicos. Os flavonóis presentes no chá-verde são principalmente as catequinas, como a catequina (C), a galocatequina (GC), a epicatequina (EC), a epigalocatequina (EGC), a epicatequina galato (ECG) e a epigalocatequina galato (EGCG). Elas promovem potente efeito antioxidante e auxiliam na manutenção da saúde em geral. A do bem™ possui chá-verde com diferentes sabores em sua linha.

Semente de chia

A chia (Salvia hispanica L.) é uma semente considerada funcional que auxilia no aumento da resistência física. Essa semente é fonte natural de ácidos graxos ômega-3, fibras e proteínas, além de outros componentes nutricionais essenciais, como os antioxidantes. Oferece grande potencial à indústria de alimentos por conta dos seus componentes bioativos, pois agregam benefícios para a saúde de diferentes formas, principalmente por conta do ômega-3 ‒ que atua como anti-inflamatório e contribui para proteção cardiovascular.

Semente de linhaça

A linhaça (Linun usitatissimun L.) é o alimento de origem vegetal mais rico em ácidos graxos ômega-3, apresentando também quantidades elevadas de fibras, proteínas e compostos fenólicos. Possui três componentes com ações importantes para o equilíbrio corporal, como o ômega-3 (ácido linolênico), fibras solúveis e lignanas. A lignana apresenta estrutura semelhante à do estrogênio – hormônio feminino ‒, exercendo diferentes ações no metabolismo hormonal e contribuindo com alta atividade antioxidante e controle dos sintomas da menopausa.

Os smoothies do bem™ contam com a presença de sementes de chia e linhaça a fim de conferir maior valor nutricional à bebida.

REFERÊNCIAS

BRENELLI, E. C. S. A extração de cafeína em bebidas estimulantes: uma nova abordagem para um experimento clássico em química orgânica. Quím. Nova [online], v. 26, n. 1, p. 136-138, 2003. Disponível em: . Acesso em: 03 nov. 2017.

CARVALHO, J. et al. Perfil dos principais componentes em bebidas energéticas: cafeína, taurina, guaraná e glucoronolactona. Rev. Inst. Adolfo Lutz (Impr.), São Paulo, v. 65, n. 2, p. 78- 85, 2006.

COSTA KREWER, C. et al. Indução habitual de guaraná e morbidades metabólicas: estudo epidemiológico de uma população amazônica idosa. Phytother Res., v. 25, n. 9, p. 1397-74, 2011.

GOYAL, A. et al. Flax and flaxseed oil: an ancient medicine & modern functional food. J Food Sci Technol., v. 51, n. 9, p. 1633-1653, sep. 2014.

LEYVA, D. et al. The cardiovascular effects of flaxseed and its omega-3 fatty acid, alpha-linolenic acid. Can J Cardiol., v. 26, n. 9, p. 489-496, Nov. 2010.

ULLAH, R. et. al. Nutritional and therapeutic perspectives of Chia (Salvia hispanica L.): a review. J Food Sci Technol., v. 53, n. 4, p. 1750-1758, apr. 2016.

COSTA, N; ROSA, C. Alimentos funcionais. Rio de Janeiro: Editora Rubio, 2010; 536 p.

OLIVEIRA, A.G; COSTA, M.C.D; ROCHA, S.M.B.M. Benefícios funcionais do açaí na prevenção das doenças cardiovasculares. Journal of Amazon Health Science, v. 1, n.1, p. 1-10, 2015.

DIETZ, C; DEKKER, M. Effect of Green Tea Phytochemicals on Mood and Cognition. Curr Pharm Des., v. 23, n. 19, p. 2876-2905, 2017.